Operação da PF em MG e mais 3 estados identifica contador nacional de facção criminosa

A operação realizada pela Polícia Federal em Minas Gerais e em mais três estados nesta sexta-feira (9) identificou o contador nacional da maior facção criminosa do país. Ele já estava preso em Piraquara (PR) por tráfico de drogas. A informação foi dada pelo delegado da PF Alexander Oliveira.

Até as 12h30, 34 pessoas haviam sido presas e outros seis mandados de prisão contra pessoas que já estavam detidas foram cumpridos. Outras 12 pessoas ainda estavam foragidas. Dos 34 detidos, 20 foram presos no Paraná.

A Polícia Federal contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar e sistemas prisionais de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. O objetivo da operação, segundo o delegado, era desarticular o setor financeiro do Primeiro Comando da Capital (PCC).

“Isso é realmente o que desarticula a facção criminosa. Só prender os traficantes a gente tem visto que não está resolvendo. Tanto que seis investigados já estavam presos e continuavam praticando o tráfico de drogas. Prendendo o contador e desarticulando a sua rede de lavagem de dinheiro, a gente espera que isso dê uma desestruturada na maior facção criminosa organizada do Brasil”, disse Alexander Oliveira.A PF ainda cumpriu todos os 48 mandados de busca e apreensão e os 45 mandados de bloqueios de contas bancárias usadas para lavar o dinheiro vindo do tráfico de drogas.

Somente em nove meses de investigação destas 45 contas, a polícia conseguiu identificar uma movimentação de R$ 7 milhões pela facção.

Fonte G1 

Categoria:Exemplo de categoria